Escolas públicas terão banda larga em cinco anos

| |

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, anunciou ontem um projeto em parceria com as operadoras de telefonia, com prazo de cinco anos e que demandará investimentos de R$ 1,6 bilhão. O plano é levar conexão em banda larga a todas as escolas públicas do País.

De acordo com o ministro, em três anos, o projeto beneficiará 89% dos estudantes da rede pública, e em cinco anos, todas as cidades terão escolas com internet em banda larga. "O quarto ano do projeto é o mais caro. Porque ele entra em áreas onde chegaremos àquelas escolas sem energia. Será preciso levar iluminação e fazer toda a infra-estrutura, até abrir estradas, por exemplo", explicou o ministro.

Costa reuniu-se ontem com os presidentes das maiores operadoras do País ? Oi, Brasil Telecom, Telefônica, entre outras ? que fecharam o acordo com o ministério. As empresas se comprometeram em investir cerca de R$ 560 milhões a partir desse ano ? R$ 200 milhões só no primeiro ano. O restante virá do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações, o Fust. Costa disse que o plano sai do papel em breve. "Temos como implantar o projeto sem custos para as escolas. Existem condições técnicas para isso", reforçou.

Nos planos do ministério e das operadoras, cerca de 180 mil escolas serão atendidas. O ministro lembrou que o projeto é um esforço conjunto com os ministérios da Saúde, Cultura e Educação. O ministro disse que as escolas serão apenas um ponto de partida para a inclusão digital nos bairros. "O processo prevê que o ponto de conexão chegue à escola, mas não fique apenas lá, e vá para o posto de saúde, para associações comunitárias."

0 Opinaram:

Postar um comentário