Brasil é tema de discurso de Hillary Clinton

| |


Foi a última parada de Hillary Clinton na Carolina do Norte antes de ir de vez para Indianápolis, em Indiana.O destino era High Point, conhecida por ter sido um centro de fábricas de móveis e onde o gênio do jazz John Coltrane (1926-1967) cresceu, 90 minutos ao norte da cidade principal do Estado, Charlotte. Uma estação de trem de 1908 foi fechada para o evento.

A ex-primeira-dama chegou pisando em ovos. Trouxe em seu auxílio o governador (branco) Mike Easley, que a apóia e a apresentou aos pouco mais de 200 presentes como alguém "forte como fumaça de trem". Ela sabia que se aventurava em terreno adversário. Com 100 mil habitantes, mais de 30% negros, a cidade é parte ativa de "Obamalândia".

A senadora democrata ao falar que essa eleição era sobre "empregos, empregos e empregos", ganhou os primeiros aplausos -14% da população local está abaixo da linha de pobreza (renda inferior a US$ 25 mil anuais para um casal e três filhos).

Então, para surpresa de pelo menos um repórter na platéia, convocou o Brasil para reforçar seu argumento. "Pegue o Brasil como exemplo", começou. "O país decidiu que não ia depender para sempre do preço do petróleo e de suas altas e baixas." Ela acabara de dizer que, antes de descer do carro, recebera a notícia de que o barril do petróleo passara dos US$ 120.

"Bem, o Brasil decidiu fazer o que sabe fazer melhor. Eles plantam bastante cana-de-açúcar, então começaram a fazer experimentos 30 anos atrás, nunca desistiram, continuaram e adivinhe só?", perguntou. "Hoje eles são independentes em energia, podem misturar álcool suficiente nos seus tanques, não precisam mais se preocupar com um preço tão absurdo". Pois Hillary acha, concluiu, "que podemos ser tão eficientes, tão inteligentes e tão eficazes quanto o Brasil".

Convenceu alguns locais. "Ela me ganhou no discurso sobre bioenergia",ao terminar o comício, o motorista de um serviço de entregas diz que votaria em Hillary hoje. Mesmo com a pressão que sofre dos amigos e da família por não ter escolhido Obama.

0 Opinaram:

Postar um comentário