Construtora e banco doaram R$ 4,6 mi ao PSDB paulista

| |

A construtora Camargo Corrêa e o banco Santander Banespa, com R$ 4,6 milhões ao todo, foram os principais doadores do diretório regional do PSDB de São Paulo nas últimas eleições. A sigla paulista recebeu, no total, R$ 13 milhões em doações de empresas.

Parte dos recursos, R$ 5,15 milhões (40%), foi revertida para a campanha eleitoral de 2006 que elegeu o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), o que representou 19,5% do total gasto pelo tucano na campanha.A candidatura do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) à Presidência recebeu R$ 2,82 milhões em doações recebidas pelo partido e redistribuídas aos partidos. Outro grande doador do PSDB foi a empresa Interavia Táxi Aéreo, com R$ 800 mil.

Esse tipo de doação é chamado de oculto porque os nomes das empresas doadoras não aparecem na prestação de contas das campanhas dos candidatos, entregues no ano da eleição à Justiça Eleitoral e tornadas públicas no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) na internet. A identidade desses doadores só é revelada nas prestações de conta próprias dos partidos políticos, que são apresentadas à Justiça Eleitoral até o último dia de março do ano seguinte e não estão disponíveis na internet.

0 Opinaram:

Postar um comentário