CDHU: documentos podem reforçar suspeitas

| |

A Polícia Civil e o Ministério Público apreenderam no município de Dracena, na Alta Paulista, documentos que podem reforçar suspeitas de superfaturamento em mais um contrato da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) - construção de 280 apartamentos populares no município de Regente Feijó (SP) ao preço de R$ 4,13 milhões. Delegados e promotores cumpriram quatro mandados de buscas em duas empresas, um escritório de contabilidade e na residência do prefeito de Dracena, Elzio Stelato Júnior (PSDB).


Auditor fiscal da Receita, licenciado desde de 2001, o prefeito não é alvo da apuração. Segundo o Ministério Público, Stelato não é investigado, mas sua casa foi revistada porque um filho dele, Wagner, que mora com o prefeito, foi sócio de uma empresa, a Vesato Construções, supostamente envolvida em irregularidades no contrato de Regente Feijó.

0 Opinaram:

Postar um comentário