Casagrande: Um craque fora do ar

| |


A última notícia sobre o comentarista da TV Globo e ex-jogador Walter Casagrande Júnior data do ano passado: um sério acidente de carro em São Paulo. No dia 22 de setembro, Casagrande capotou sua Cherokee em uma rua do bairro da Lapa e chegou a ser internado na UTI do Hospital Albert Einstein. Três dias mais tarde, o comentarista teve alta e saiu do Hospital. Depois disso, silêncio. Casagrande desapareceu dos olhos do grande público.

A Revista Placar foi atrás do paradeiro do comentarista e ídolo corintiano. Ouviu família, amigos, colegas de trabalho. Descobriu que Casão, afastado da mídia antes mesmo do acidente, saiu direto do hospital para o tratamento de dependência de drogas em uma clínica na Grande São Paulo. O ex-jogador, que tem 44 anos, só poderá deixar o local quando receber alta dos médicos, e não por vontade própria.

Placar ouviu 16 pessoas próximas ao jogador que confirmaram que Casagrande consumia cocaína e até heroína. Não foi a primeira internação numa clínica para se livrar das drogas. Hoje, o comentarista ainda não está autorizado a receber visitas, nem mesmo dos seus três filhos.

Seu médico particular, Artur Timerman, não entra em detalhes, mas confirma que a tendência é de um tratamento longo. “Eu não consigo fazer previsões, mas deve demorar, infelizmente”.

A edição de abril da Placar, que chega às bancas a partir dessa quinta-feira, traz os relatos de colegas de trabalho e de baladas e conta os problemas que o comentarista vinha enfrentando nos últimos anos nas transmissões da Globo.


Confira a entrevista na íntegra com o clínico geral e infectologista Artur Timerman, médico pessoal de Casagrande há dez anos.

0 Opinaram:

Postar um comentário