Vale vai contratar 62 mil até 2012

| |


Nos próximos cinco anos, a Vale contratará 62 mil pessoas em todo o mundo, e 70% do total das vagas disponíveis serão direcionados para o Brasil. Só este ano, a empresa vai contratar em torno de 7 mil novos empregados próprios.

O motivo de tanta abundância é que - além de o setor viver momento de expansão no mercado global por causa do recente reajuste no preço das commodities (a empresa conseguiu aumentar em 65% o preço do minério de ferro) - a Vale também quer concentrar esforços na capacitação da mão-de-obra especializada para sustentar crescimento e aumentar a competitividade internacional.

No ano passado, a empresa anunciou vultosos investimentos da ordem de US$ 59 bilhões para o período 2008-2012, onde, deste montante, US$ 11 bilhões serão gastos só neste ano.

Maria Gurgel, diretora de Planejamento de Recursos Humanos e Remuneração da companhia, revela que a empresa lançou oito programas de recrutamento e formação. Os programas de recrutamento compreendem o modelo formal de contratação, em que a empresa define um número de vagas, recebe currículos, entrevista e seleciona os profissionais capacitados.

No entanto, no outro modelo de contratação, a empresa oferece cursos de pós-graduação para engenheiros e geólogos recém-formados.

Eles ingressam na companhia já participando de um curso de 450 horas (três meses de duração) e recebem um salário inicial de R$ 3 mil - destaca a diretora. - Uma oportunidade para desenvolver e capacitar a mão-de-obra especializada para suprir a carência da empresa e do mercado.

Maria ressalta que o programa total prevê a geração de 33 mil empregos próprios e 30 mil terceiros - permanentes e em projetos - onde, segundo a diretora, a maioria pode ser absorvida pela própria Vale. Mas nada impede que as empresas parceiras da gigante da mineração possam contratar este profissionais no futuro.

É também um trabalho de inclusão social, em que pretendemos desenvolver a comunidade local - observa. - Vamos dar prioridade aos talentos nas próprias localidades. Os paranaenses vão encontrar emprego no Pará, os mineiros, em Minas.

Entre as especializações oferecidas pela Vale estão os cursos de mineração, organizados em parceria com a Universidade Federal de Ouro Preto, em Belo Horizonte; a pós-graduação em Porto, elaborada conjuntamente com a Universidade Federal do Rio de Janeiro; e a pós-graduação em engenharia ferroviária, parceria com PUC (MG) e CEFET (ES).

A empresa conduzirá também processos de recrutamento e seleção para estagiários e nível técnico no Brasil. Os jovens estagiários têm salário inicial de R$ 400 mais benefícios.

No exterior, a Vale contratará engenheiros e geólogos para atuarem no Leste Europeu e Filipinas. Estes profissionais vão aprender, além de mineração, um pouco da cultura brasileira.

Além disso, a companhia também vai recrutar profissionais para programas summer jobs (cursos de verão). Alunos que estudam em cursos de MBA das 25 universidades mais importantes no mundo participam do programa.

0 Opinaram:

Postar um comentário