Mudou do PSDB para o PPS, mas continuou roubando

| |


Vinte e duas pessoas acusadas de sonegação fiscal foram presas em três estados pela Polícia Federal, entre elas o filho do governador de Rondônia.

O esquema de fraudes e sonegações envolvia importações de automóveis e mercadorias de alto luxo.

Foram presos Ivo Júnior e Alexandro Cassol – filho e sobrinho do governador de Rondônia, Ivo Cassol. Também foi detido o empresário Mário Calisto, suplente do senador Expedito Júnior pelo estado de Rondônia.

Só na Grande Vitória, 16 pessoas foram presas – entre elas, um auditor fiscal federal. De acordo com a Justiça, só no último ano, o prejuízo aos cofres públicos foi de pelo menos R$ 7 milhões.


A Operação Titanic, que está sendo realizada pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e Receita Federal, apurou que a sonegação fiscal praticada pela organização criminosa em 2007 resultou em prejuízo aos cofres públicos de pelo menos R$ 7 milhões. No período, cerca de 190 veículos chegaram ao Brasil de forma fraudulenta. Houve também fraude na importação de mais de 50 motos de luxo. O grupo usava o terminal portuário de Peiú, um dos mais importantes da região metropolitana de Vitória.

0 Opinaram:

Postar um comentário