Dívida interna já era grau de investimento antes

| |


Desde maio de 2007, a dívida interna brasileira de longo prazo do Brasil já era grau de investimento pela Standard & Poor's. Agora, essa nota foi elevada de "BBB" para "BBB+". A nota da dívida externa de longo prazo, que passou do "BB+" para "BBB-", é a mais considerada, no entanto, pois é a principalmente usada pelos investidores internacionais, bancos, governos e autoridades monetárias e agências de fomento dos países ricos.

A decisão do Banco Central brasileiro, de elevar os juros básicos Selic em 0,5 ponto percentual na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), no dia 16 de abril, contribuiu de forma determinante para a agência melhorar as notas do crédito brasileiro, de acordo com relatório da Standard & Poor's. "O banco central operacionalmente independente do país - uma importante instituição a fortalecer o rating do Brasil - iniciou uma política de aperto monetário de visão de longo prazo", segundo a Standard & Poor's. "Isso contrasta com a ausência de medidas corretivas apropriadas e pressões inflacionárias não combatidas em outros países de menor rating", afirma a agência.

Segundo a Standard & Poor's, o aumento na nota brasileira reflete o amadurecimento das instituições no país e do seu sistema político, evidenciado pela redução no peso do déficit fiscal e externo e melhoria na perspectiva de crescimento econômico.

A dívida líquida do governo do Brasil continua acima do que a de muitos de seus pares "BBB", segundo a Standard & Poor's. Mas, um passado de políticas fiscais e de gerenciamento da dívida mitiga esse risco, de acordo com a Standard & Poor's.

Para a Standard & Poor's, o déficit de conta corrente do país estimado de US$ 20 bilhões neste ano deverá ser coberto pelos investimentos externos diretos, que atingiram o recorde de US$ 34,6 bilhões no ano passado.

O Brasil é o décimo quarto país a ter sua nota de crédito externo de longo prazo elevada pela Standard & Poor's, diz o relatório da analista Lisa Schineller.

0 Opinaram:

Postar um comentário