Lula, Serra e Kassab

| |


Ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no palanque, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), fez, ontem, em Santos, uma crítica indireta ao colega Geraldo Alckmin, pré-candidato tucano à Prefeitura de São Paulo.Serra, de quem o prefeito Gilberto Kassab (DEM) era vice, discursou antes de Lula e elencou uma série de obras feitas em parceria entre os governos federal e estadual.

No fim do pronunciamento, o governador citou uma obra de saneamento básico na baixada santista, Serra emendou:– Só para que vocês tenham uma idéia. Coube a mim, no governo do Estado, começar a execução do projeto. Você sabe quando começou? No governo Mario Covas. Até agora não tinha se começado a cavar um metro de terra para fazer esse projeto. São mais de dez anos para que se pudesse começar.

Nesse período, além do próprio Covas (1930-2001), citado por Serra, Alckmin também foi governador de São Paulo.

Lula discursou logo após o governador. Quando justificava as viagens pelo país para que pudesse acompanhar e cobrar o andamento das obras do PAC, o presidente retomou a história de Serra.

– Eu faço isso (viajar) por causa do que o governador falou. Uma obra que começou dez anos atrás, somente agora é que ele está conseguindo dar ordem de serviço para esta obra - disse o presidente.

Segundo Lula, "para mudar isso é preciso estabelecer uma relação harmônica entre o governo do Estado, o governo federal, os prefeitos e as entidades da sociedade civil para a gente perceber se a gente pode ou não agilizar".

Segundo turno

A estratégia por trás dos elogios a Serra e a Kassab seria enfraquecer Alckmin, já que, segundo a mais recente pesquisa Datafolha, o tucano seria um adversário mais difícil para Marta Suplicy (PT) em um eventual segundo turno.


Lula participou de cerimônia de lançamento de obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) em Santo André, para a realização de obras de saneamento e urbanização de favelas em Santo André, Diadema e Mauá.

- Eu quero sair do governo, mas é importante avisar sempre para os brasileiros e para as brasileiras – afirmou. – Eu já estou vendo um monte de candidato por aí. Estou vendo até pesquisa. Eu ainda não tenho nem candidato nem candidata, mas vou ter e vamos eleger o nosso candidato para poder seguir a nossa política porque tem muita coisa pra acontecer no Brasil

0 Opinaram:

Postar um comentário