Globo demite repórter que ‘derrubou’ avião

| |


A TV Globo demitiu anteontem o jornalista que teria sido responsável pela divulgação, pelo canal Globo News, da falsa notícia de que um avião da empresa Pantanal havia se chocado contra um prédio na zona sul de São Paulo, na rota de pouso do aeroporto de Congonhas, no último dia 20.

A "barriga" (jargão jornalístico para falsa notícia) foi reproduzida por outras TVs, rádios e sites do Brasil e do exterior. Foi corrigida cinco minutos depois, quando já havia repercutido até no Congresso Nacional. Era apenas um incêndio em uma loja de colchões.

O jornalista demitido tinha o cargo de produtor (repórter que não aparece no vídeo), mas era um "faz-tudo": apurava, escrevia as cabeças (texto lido pelo apresentador) e editava. Atuava como um editor-chefe informal em São Paulo do "Jornal das Dez", principal telejornal da Globo News.

Na tarde do dia 20, ele estava extra-oficialmente chefiando a Redação da Globo News em São Paulo. Ele teria recebido a "informação" da rádio-escuta (setor que faz a primeira apuração com fontes oficiais, como bombeiros e polícia) e a passou para a Redação do Rio de Janeiro, sede do canal, que a colocou no ar. A falsa informação teria sido passada pela Defesa Civil.
Procurada, a Globo se limitou a dizer que "tomou as medidas que julgou necessárias e que dizem respeito aos seus procedimentos internos".

0 Opinaram:

Postar um comentário