A gente somos inuteis?

| |


Expressão bem brasileira trata as relações entre países com certa ironia. E foi o que aconteceu nas Olimpíadas. A vara determinada para o salto da brasileira Fabiana desapareceu. A informação que chegou ao público anunciava o desaparecimento. Choro e desespero. A notícia que se espalhou era que o desaparecimento favorecia à chinesa, para que fosse classificada com a prata. E foi o que aconteceu. Houve sabotagem e não roubo. Impossibilitada de saltar, Fabiana não compareceu, abrindo o previsto segundo lugar à chinesa. Essa informação correu dentro das Olimpíadas e logo se espalhou mundo afora. Quando a prova se realizou, aconteceu o comentado. Saltadora e vara têm nova técnica. Regula-a para a altura. Na flexibilidade, a saltadora tem a comodidade para impulso, e alcança o ponto da marca. Sem a vara especial, não realiza o trabalho. Havia certo frisson e ninguém queria dizer a verdade. Depois dos saltos, o material apareceu misturado às varas usadas pela nossa equipe. O segredo foi guardado por instantes. Confirmada a sabotagem, desespero da delegação brasileira. A Comissão de salto se isentou de responsabilidade. E o Brasil ficou fora da prova. O protesto foi enviado, mas ficou nisso.

0 Opinaram:

Postar um comentário