Sobrinha de Alckmin é rival do PSDB no interior

| |


Uma Alckmin participa da disputa pela Prefeitura de Pindamonhangaba, no Vale do Paraíba, terra do ex-governador Geraldo Alckmin, candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo. A sobrinha do líder tucano, Myriam Alckmin Ramos Nogueira, de 31 anos, no entanto, é adversária do PSDB na cidade. Ela é candidata a vice na chapa do atual prefeito João Ribeiro, do PPS, que concorre à reeleição e tem como principal adversário o tucano Vito Ardito Lerário. O PPS tem o PT, grande rival dos tucanos, como coligado na campanha.

A sobrinha de Alckmin foi a vereadora mais votada do PSDB nas eleições de 2004, com 1.195 votos. Ela é filha de Maria Izabel, a irmã mais velha do ex-governador, casada com Fernando Nogueira. Myriam conta que saiu do partido no ano passado por conta de “divergências locais”. “Infelizmente, o grupo do PSDB aqui em minha cidade tem uma visão política muito diferente da minha”, explicou.

Na campanha presidencial do tio, Myriam atuou como cabo eleitoral e percorreu inúmeras cidades do Estado.Também participou da campanha nos Estados - Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás e Piauí - e em Brasília ao lado de Alckmin, que considera político ético e competente. “Minha dedicação e lealdade ao partido foi sempre muito firme.”

Depois de se desligar do PSDB, Myriam Alckmin filiou-se ao PPS que, segundo ela, tem boas propostas para toda a sociedade. “Hoje (ontem) estamos recebendo a visita do brilhante líder nacional e presidente do PPS, Roberto Freire”, disse. Ela garante que o tio Geraldo entendeu e respeitou sua decisão. “Minha admiração por ele é ainda maior.”

0 Opinaram:

Postar um comentário