Debate sobre alta de custeio é ''falso'', diz Lula

| |


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não disfarçou ontem a irritação com o noticiário sobre o aumento de 23,5% nos gastos de custeio do governo. Em Manaus, Lula disse que considera "falsa" a discussão sobre o tema. "Esse é um discurso - vou dizer com sinceridade - que eu acho falso. Falso e medíocre, pequeno", disse Lula, alegando que não tem como melhorar a prestação de serviços à população sem contratar mais servidores.

Lula cobrou mais "objetividade" no debate sobre os gastos do governo e citou como exemplo seu plano de entregar 14 universidades, 95 extensões universitárias e 214 escolas técnicas, o que demanda a contratação de professores e técnicos.Segundo ele, para atender melhor, "você vai ter que contratar mais delegados para a PF, mais fiscais do Ibama, mais gente para a saúde, educação", disse Lula. "A gente só verá a máquina pública funcionar se ela tiver gente motivada, bem remunerada e qualificada".

Em mais um exemplo, Lula disse ter sido criticado, por exemplo, por ter elevado o piso salarial dos professores para R$ 950: "É o mínimo que podemos fazer para quem cuida dos nossos filhos."

0 Opinaram:

Postar um comentário