Aecistas querem trazer prévias para este ano

| |


Cortejado para sair do PSDB e ingressar no PMDB até o ano passado, o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, que disputa em situação de desvantagem a candidatura presidencial do partido com o governador de São Paulo, José Serra, poderá aumentar a pressão para que haja uma definição da candidatura presidencial do partido ainda este ano.

Os aliados de Aécio articulam a realização de uma eleição prévia dentro do PSDB para a escolha do candidato ainda este ano, entre outubro e dezembro. "Não vamos tapar o sol com a peneira. Se o lado adversário antecipar o processo sucessório, nós devemos também discutir este ano temas que, em uma situação normal, seriam deixados para o próximo ano. E há muito tempo está partido do próprio governo federal a antecipação do calendário", comentou o secretário-geral do PSDB, deputado federal Rodrigo de Castro (MG).

Em Ribeirão Preto, o governador de São Paulo considerou "desrespeitoso" fazer comentários sobre o tratamento de combate a um tumor a que se submete a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, anunciado no fim de semana.

Dilma e Serra são dois dos principais pré-candidatos à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2010. Serra lidera todas as pesquisas de intenção de votos até agora. "Acho até desrespeitoso misturar a doença da ministra com eleição. Já desejei a ela pronto e definitivo restabelecimento e ponto final. Especular eleição com doença não é apropriado. Da minha parte, seria inclusive desrespeitoso", afirmou o governador a jornalistas.

Serra participou em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, da Agrishow, a maior feira agropecuária da América Latina.

0 Opinaram:

Postar um comentário