Festa do 21 de abril vira ato pró-Aécio em MG

| |


Um forte esquema de segurança foi montado para as comemorações da Inconfidência Mineira, na cidade histórica de Ouro Preto. Na praça Tiradentes, só havia militantes do PSDB (identificados com pulseiras azuis) e bandeiras da Força Sindical, com os dizeres “Deu certo em Minas, vai dar certo no Brasil”, alusão à précandidatura do governador Aécio Neves à Presidência. Tudo para não atrapalhar a última cerimônia de 21 de abril presidida por Aécio. Coube ao locutor oficial do evento anunciar que no início de 2010 ele deixa o cargo para disputar as eleições.


Assessores do governador disseram que, como a festa também comemorou o ano do Brasil na França e os 220 anos da Revolução Francesa, houve necessidade de reforço na segurança.


O embaixador da França no Brasil, Antoine Pouillieute, foi o orador oficial. A atriz Bibi Ferreira interpretou “A Marselhesa”, o hino francês. Apenas dois ministros compareceram: José Pimentel (Previdência) e Juca Ferreira (Cultura). O governador do Amazonas, Eduardo Braga (PMDB), foi o único governador presente. Aécio entrou timidamente na questão eleitoral, ao dizer que os mineiros têm um compromisso com o Brasil: — É hora de reunirmos, a nação inteira, para a tarefa de promover as mudanças corajosas que a realidade exige.

0 Opinaram:

Postar um comentário