Unidos no nepotismo cruzado

| |


Eleitos para casas legislativas distintas, por estados e partidos diferentes, o senador João Durval (PDT-BA) e o deputado distrital Raimundo Ribeiro (PSL) têm uma preocupação em comum: não deixar parentes desamparados. À margem da súmula do Supremo Tribunal Federal (STF) que condenou o nepotismo na administração pública, o pedetista do Senado emprega um cunhado de Ribeiro e, em contrapartida, tem uma neta comissionada no gabinete do distrital.
Casado com Paula Patrícia, irmã de Ribeiro, Carlos Augusto Dalla Corte ocupa, desde maio de 2007, cargo de assistente parlamentar na Liderança do PDT do Senado. A vaga faz parte da cota a que tem direito João Durval. Em março do ano passado, Ribeiro retribuiu o gesto. Andrea Carneiro e Pedreira, neta do senador baiano, foi nomeada para a Câmara Legislativa. E trabalha no escritório de Raimundo Ribeiro localizado no Grande Colorado, nicho político do distrital.
Às 11h da última quarta-feira, o Correio tentou localizar Carlos Augusto, mais conhecido como Guto, no Senado. Uma secretária da Liderança do PDT disse não saber de quem se tratava. Chamou um outro funcionário, que também afirmou desconhecê-lo: “Carlos Augusto Dalla Corte? Ele trabalha com qual senador? Ele deve ficar no gabinete do senador ou no estado”.

0 Opinaram:

Postar um comentário