A bancada cara de pau

| |


Acabou o disfarce. É cada dia maior o número de políticos que dão uma banana para a população. Defendem quem faz trambique e ainda tiram onda com as pessoas que ficam indignadas.

O deputado federal que dizia estar se lixando para a opinião pública não perde a empáfia. Sérgio Moraes (PTB-RS) comemorou o arquivamento do processo parlamentar contra o deputado do castelo, Edmar Moreira (sem partido-MG), com mais uma provocação: "Essa polêmica me deu muitos pontos".

A bancada cara de pau cresce também no Senado. Os senadores, que estão afogados em escândalos e mutretas, elegeram para o Conselho de Ética alguém talhado em peroba para o posto.

Paulo Duque (PMDB-RJ) não se incomoda com os atos secretos que fizeram uma folia com o dinheiro público no escurinho do Senado. Sobrou boquinha para socorrer sobrinhos, netos, amigos, namorados, primos, quem sabe até o papagaio, de senadores e servidores. Duque acha que isso é uma "grande bobagem" e diz mais: "Não estou preocupado com a opinião pública".

Claro que não está --pois a regra na política brasileira tem sido esta: apronte o que aprontar, o sujeito jamais será punido. E Duque está sentado no Conselho de Ética para garantir que essa escrita vai continuar.

Enquanto o eleitor não der uma resposta na urna a essa gente, o descaramento só vai crescer.

0 Opinaram:

Postar um comentário