Ministério Público Federal pede à PF que investigue atos secretos do Senado

| |


O Ministério Público Federal (MPF) no Distrito Federal quer que a Polícia Federal investigue o escândalo dos atos secretos do Senado. Em requerimento apresentado hoje (7), o MPF argumenta que "a instauração de um inquérito policial é uma medida imprescindível para identificar e responsabilizar os responsáveis e os beneficiários da prática de usar atos administrativos secretos para criar cargos, nomear parentes, amigos e correligionários de senadores e conceder gratificações salariais".

O pedido toma por base as informações e os depoimentos colhidos tanto no inquérito civil público, instaurado em junho pelo próprio MPF, quanto pela Comissão de Sindicância do Senado, que analisou a responsabilidade pela edição dos atos secretos.

Até o momento não há indícios de que senadores tenham participado diretamente do esquema, segundo o MPF. Contudo, caso o inquérito conduzido pela PF aponte o envolvimento ou a necessidade de novas investigações contra parlamentares, a investigação será remetida à Procuradoria da República no DF para encaminhamento aos órgãos ministeriais competentes. As diligências solicitadas pelo MPF à Polícia não serão divulgados para não prejudicar as investigações.

0 Opinaram:

Postar um comentário