Sistema de Saúde do Senado vai passar por auditoria externa

| |


O Sistema Integrado de Saúde (SIS) do Senado – plano destinado a servidores ativos e inativos – foi um dos principais temas tratados hoje (7) em reunião da Mesa Diretora da Casa. Os diretores determinaram a realização de uma auditoria externa nas contas do SIS, a unificação das contas e a transferência da movimentação de seu fundo de reserva para o Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi)

Também foi criado um conselho de supervisão (do SIS), cujo presidente será o senador Marconi Perillo (PSDB-GO). O grupo será formado por oito conselheiros: o diretor-geral, os diretores financeiro, do serviço médico e de recursos humanos, dois funcionários sem vinculação a cargos e dois servidores aposentados.

A Mesa Diretora também abriu discussão sobre a regulamentação dos escritórios políticos de apoio às atividades parlamentares dos senadores nos estados. De acordo com o diretor-geral do Senado, Haroldo Tajra, não se pretende aumentar recursos ou criar novos cargos. “Eles [parlamentares] devem utilizar a verba indenizatória que já existe e os cargos comissionados de que já dispõem”, explicou.

Os diretores ainda decidiram ampliar de publicidade dos atos administrativos do Senado, regulamentar o boletim administrativo eletrônico e promover ajustes na regulamentação do Portal da Transparência do Senado.

0 Opinaram:

Postar um comentário