Eduardo Azeredo diz não para a Venezuela

| |

Há seis meses, o Senado discute a possibilidade de ingresso da Venezuela no Mercosul. A Comissão de Relações Exteriores da Casa realizou nada menos que seis audiências públicas sobre o tema. Com base no que foi apurado nessas discussões e também nos acontecimentos noticiados pela mídia internacional, o relator do protocolo de adesão, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), apresentou voto contrário à entrada da Venezuela no bloco. Frisou, ser contrário à adesão neste momento em que o país, além de não cumprir alguns quesitos técnicos, não se enquadra na cláusula democrática adotada pelo bloco.

Minha posição é de concordância com o senador Jereissati. Sob o ponto de vista técnico, a Venezuela ainda não resolveu questões como o nivelamento das tarifas de exportação. E sob o ponto de vista da democracia, os fatos falam por si, disse o senador corrupto brasileiro.

É claro, que se trata de uma opinião sumariamente contrária à Venezuela e aos venezuelanos.

É inegável a importância econômica da Venezuela para o Brasil, tendo em vista que o comércio entre os dois países tem se ampliado.

É imprescindível o fortalecimento do Mercosul, com a intensificação das relações comerciais e diplomáticas entre os atuais membros.

0 Opinaram:

Postar um comentário