Presidente regional do PRP é morto a tiros em Cuiaba

| |

O presidente estadual do PRP (Partido Republicano Progressista) de Mato Grosso, Arkibaldo Junqueira dos Santos, de 52 anos, foi assassinado com três tiros ontem em Cuiabá. Arkibaldo, que assumiu a presidência do partido há seis meses, foi morto dentro de sua empresa, no prédio onde também ficam a sede do PRP e sua residência. O crime foi a cem metros da Delegacia de Homicídios.

Segundo testemunhas, ele havia acabado de abrir a empresa, especializada na venda de produtos para o setor público.

Tirou o carro da garagem, estacionando-o em frente. Um homem que estava do outro lado da rua o esperou entrar de volta no prédio e atirou cinco vezes — dois tiros acertaram as costas e um, o braço.

O PRP fez parte da coligação que reelegeu o prefeito Wilson Santos (PSDB), mas não foi contemplado com cargos no primeiro escalão. A empresa de Arkibaldo era a principal fornecedora de cloro para a Sanecap (Agência Municipal de Saneamento de Cuiabá). Antes, o órgão comprava o produto de um grupo conhecido como a “máfia do cloro”. Acusados de superfaturamento de até 100%, eles foram presos em 2005 e tiveram contratos cancelados.

— Não sabemos dos problemas pessoais de nosso presidente regional. Em termos políticos, não havia rixa que justificasse este crime — disse o presidente nacional do PRP, Ovasco Roma Altimari Resende.

A polícia trabalha com duas hipóteses para o crime: vingança relacionada ao trabalho e motivação política.

— Houve um crime de mando.

Minha equipe está tentando conseguir mais detalhes a respeito do executor — explicou a delegada Sílvia Pauluzzi

0 Opinaram:

Postar um comentário