P-SOL negocia apoio à candidatura de Marina

| |

Com a desistência de Heloísa Helena de concorrer à Presidência da República em 2010, o P-SOL estuda apoiar a candidatura da senadora Marina Silva (PV-AC) no próximo ano. O partido acenou ontem à aliança com o PV e deverá aproximar-se de Marina até o início de dezembro.

A Executiva do P-SOL reuniu-se ontem em Brasília e pretende definir até o próximo mês se apoiará a candidatura do PV ou se lançará um nome que não seja o da presidente do partido, Heloísa Helena, para a disputa presidencial. Segundo o secretário-geral da legenda, Afrânio Boppré, o P-SOL decidiu "testar" durante este mês, até a próxima reunião do comando partidário, as duas hipóteses entre os filiados: apoiar Marina ou ter candidato próprio. A tendência é que o partido apoie a ex-petista. "Vamos estudar qual possibilidade agrada mais ao partido", afirmou o secretário-geral do P-SOL.

Segundo o dirigente, o P-SOL poderá apoiar o PV se o programa de governo de Marina não se resumir à política ambiental. "Não pode ser uma campanha monotemática", considerou ontem Boppré. "Precisamos debater como a questão ambiental está relacionada com a política econômica, por exemplo", disse o dirigente. O P-SOL consultará PSTU e PCB, possíveis aliados na próxima eleição, e movimentos sociais.

A cúpula partidária deve conversar com Marina Silva e dirigentes do PV nas próximas semanas. A ideia do partido é "oferecer uma alternativa à falsa polarização" representadas pelas candidaturas do PT e PSDB, segundo documento divulgado ontem pela Executiva do P-SOL. A decisão final, contudo, será divulgada no próximo ano, na Conferência Eleitoral do partido. O PV ainda não lançou a candidatura de Marina Silva.

Heloísa Helena, presidente do P-SOL, decidiu não candidatar-se à Presidência, para poder disputar uma vaga ao Senado, por Alagoas. Assim como Marina, Heloísa Helena também desfiliou-se do PT. Em 2006, a ex-petista ficou em terceiro lugar na disputa presidencial, atrás do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, com 6,575 milhões de votos - 6,85% do total. O resultado foi comemorado pelo partido, por ficar à frente da candidatura do PDT, do senador Cristovam Buarque (DF). Em 2008, Heloísa elegeu-se vereadora em Maceió.

0 Opinaram:

Postar um comentário