DEM ladrão

| |

No malote apreendido pela Polícia Federal contendo Sedex com dinheiro vivo, que segundo o gravador-geral Durval Barbosa seria endereçado a José Roberto Arruda, peritos também encontraram documentos com dados bancários da empreiteira Erguisa e seus braços operacionais em Angola.

. Uma das   sócias no país africano é a Guerner Participações, cujo dono, Jorge Guerner, é marido da promotora Deborah Guerner. Ela é acusada por Durval de integrar um esquema nos contratos de lixo, com a anuência de Arruda.

A Erguisa tem sede em São Paulo, mas toca obras no Distrito Federal, inclusive em parceria com empresa do vice-governador, Paulo Octávio (DEM).

0 Opinaram:

Postar um comentário