Descontentes com Hélio Costa criam @dilmasia no Twitter

| |

Seguidores (Followers): 31
Quantas pessoas está seguindo (Following): 274
Bio: "eleitores descontentes com a escolha de Hélio Costa como o candidato da oposição"

É com estes números que aparecia, até o fechamento da reportagem no início da tarde desta segunda-feira (14), um perfil conjunto da ex-ministra Dilma Rousseff (PT) e do governador de Minas, Antonio Anastasia (PSDB), criado na semana passada no microblog Twitter. No mundo oficial, uma parceria totalmente improvável, uma vez que Dilma, candidata do PT à presidência, e Anastasia, candidato do PSDB a governador de Minas Gerais, são ferrenhos opositores - pelo menos, até a hora do voto.

Mas no mundo virtual, a iniciativa de cada um dos milhões de tuiteiros vale mais do que as regras da política formal. Só Deus sabe quem criou o perfil @dilmasia - com direito, inclusive, a fotos dos dois candidatos lado a lado. Mas a identificação do suposto usuário informa que a invenção veio dos descontentes com a escolha do candidato do PMDB, Hélio Costa, para concorrer ao governo mineiro na chapa da oposição.

O voto Dilmasia, juntando Dilma para presidente e Anastasia para governador, vem sendo falado em Minas há cerca de dois meses. Um dos pontos que chama atenção no falso perfil foi o rol de nomes que o autor da ideia escolheu para seguir no Twitter. Ele espalhou o perfil entre políticos, jornalistas e empresas de comunicação, certamente esperando que estes retribuam o interesse e se tornem, por sua vez, seguidores do @dilmasia, multiplicando-o pela rede .

A página do perfil virou um local para que os rebeldes contrários ao nome de Hélio Costa mostrassem sua opinião. Em um post no dia 8 de junho, por exemplo, @dilmasia fala com o deputado do PR, Lincoln Portela: "deputado, esperamos q o PR não apoie Hélio Costa".

Em outra postagem, mais provocativa, aparece a seguinte mensagem: "nem seu livro Hélio Costa lançará em MG. É Dilmasia!" A afirmativa é uma alusão ao fato de o senador do PMDB decidir lançar seu livro primeiro em São Paulo, na segunda-feira (14), e somente na sexta-feira (18) em Belo Horizonte.

Assim se alastra pela internet um perfil criado, nitidamente, para reforçar o problema entre PT e PMDB sobre a disputa ao governo do Estado e, de alguma forma, enfraquecer o nome de Costa - mesmo que apenas na internet.

Para o deputado Miguel Corrêa Júnior, do PT, tuiteiro de plantão e integrante da aliança que apoia Hélio Costa, o movimento do eleitor deve ser respeitado por todos. "É natural que as pessoas descontentes respondam e usem sua posição política no Twitter". No entanto, ele acredita que atitudes isoladas como essa não chegarão a atrapalhar a candidatura da chapa PMDB/PT ao Palácio Tiradentes.

Empurrado, não
O perfil falso criado para carimbar o apelo do voto Dilmasia também traz o link "empurrado eu não vou". A expressão refere-se a movimentação petista nos dias que antecederam a escolha de Hélio Costa para a corrida eleitoral. Petistas de várias alas defendiam o nome do ex-prefeito Fernando Pimentel (PT) e acabaram usando a rede para disseminar a ideia.

O link, antes associado ao Twitter do PT, buscava mostrar que o partido não aceitava a imposição, pelos comandos nacionais das duas siglas, da aliança em torno de Hélio Costa. Mas os descontentes morreram na praia. A dobradinha foi fechada, de cima para baixo, por decisão de Brasília, mesmo sob forte clamor contrário de uma parte dos aliados à força.

Miguel Correia, primeiro político a postar no Twitter a informação de que Hélio Costa seria o candidato, acredita que, independente de bravatas políticas, o microblog será fundamental nesta campanha.

"Para você ter ideia, só no dia em que postei a informação, 768 pessoas me mandaram algum tipo de mensagem. As pessoas não estão entendendo que o mundo fantástico da internet vai ser fundamental nessas eleições", prega ele, apressado em voltar ao Twitter e se inteirar do tal @dilmasia.

2 Opinaram:

Leonel disse...

Eu sou mineiro e sou Dilma e Helio Costa, nota 10 Diap. Constituinte 1988.

João Carlos disse...

Não consigo entender, e portanto aceitar, a união de um cara da estatura moral de um Patrus Ananias com tal de hélio costa, que dentre outrois pecados mortais, apoio a ditadura e a tortura. Com o agravante de ter sido imposto de cima para baixo, Pobre Minas! Já teve um Newton Cardoso e estão tentando reeditar outro...

Postar um comentário