Metalfrio compra fábrica turca por 33 milhões de euros

| |


A Metalfrio Solutions, fabricante de refrigeradores comerciais, fechou ontem a compra de 71% da empresa turca Senocak, por 32,66 milhões de euros. País muçulmano, a Turquia não comemora o Natal, o que permitiu que os executivos e advogados da empresa brasileira prosseguissem com as negociações nos últimos dias.

O contrato prevê ainda que a Metalfrio terá direito de adquirir (call) os demais 29% da companhia da Turquia depois de um prazo de três anos. Os acionistas da Senocak também terão direito de vender (put) seus papéis à Metalfrio, o que elevará o valor da transação a 46 milhões de euros.

A conclusão da venda está condicionada à aprovação do órgão que regula a concorrência na Turquia. A Metalfrio já possui uma fábrica naquela país, que produz 60 mil unidades.

O que atraiu a Metalfrio na Senocak, que é uma holding com vários negócios, foi a sua participação de 61% numa fabricante de refrigeradores comerciais chamada Klimasan, que é listada na bolsa turca. Nos seis primeiros meses do ano, a Klimasan respondeu por 65% da receita da Senocak (que só pode consolidar 61% do resultado da sua controlada). A Metalfrio já havia comunicado a compra de outros 15% da Klimasan em bolsa e, segundo o Valor apurou, essa fatia já está em 19%. Com isso, a Metalfrio passa a deter 80% da Klimasan e pode ter apetite para mais. Pelas regras locais, provavelmente a empresa brasileira terá que fazer uma oferta pública de compra das demais ações em mercado.

A Klimasan produz atualmente 200 mil unidades por ano. A Metalfrio fabricou 280 mil unidades em 2006 e deve fechar este ano com uma produção de 500 mil. Ou seja, a compra da empresa turca representará um acréscimo de 40% em sua produção. Atualmente, a Klimasan tem uma fábrica antiga na cidade de Izmir, mas está construindo uma nova planta em Manisa, com capacidade instalada para 400 mil produtos. É também nesta cidade que fica a fábrica atual da Metalfrio.

Das vendas da Klimasan, 45% são no mercado interno turco, outros 45% são exportados em euros, enquanto 10% são exportados em dólares. Seus principais mercados no exterior são Europa Oriental, Ucrânia, Rússia e Ásia Central, o que a torna complementar à Metalfrio, que exporta para Europa Ocidental e Rússia.

A Metalfrio, que fez sua abertura de capital em abril deste ano, tem perseguido uma forte internacionalização. Com mais essa aquisição no exterior, a partir do ano que vem apenas 40% da receita da companhia será gerada pela fábrica brasileira. As plantas na Turquia responderão por outros 30%, enquanto as unidades mexicana e russa gerarão 20% e 10%, respectivamente. Na estimativa de analistas, o faturamento líquido da Metalfrio em 2007 deve ficar em R$ 540 milhões. Para 2008, já incluindo a empresa recém adquirida, deve chegar a R$ 800 milhões.

A compra da Klimasan saiu por um preço abaixo da cotação da ação da empresa em bolsa. Pelo critério de proporção nas vendas da holding Senocak, pode-se calcular que a Metalfrio pagou 5,59 liras turcas por ação. E a última cotação em bolsa ficou em 5,90 liras.

Segundo levantamento publicado pelo Valor em sua edição de ontem, a Metalfrio ficou entre as poucas empresas estreantes na bolsa em 2007 que tiveram um desempenho superior ao do Ibovespa, o principal índice da bolsa brasileira. De um total de 66 novas companhias abertas, 50 (76%) tiveram desempenho inferior ao do índice. E apenas 16 (24%) conseguiram superá-lo. De sua estréia em abril até o dia 21 de dezembro, a Metalfrio subiu 34,74%, praticamente empatada com os 33,27% do Ibovespa no período.


0 Opinaram:

Postar um comentário