Reformas e faxinas no Congresso

| |


Sem sessões e com a maioria dos servidores em férias, o Congresso aproveita o recesso parlamentar para fazer reformas e limpeza. A Câmara começou a trocar o piso do corredor que liga o plenário à taquigrafia. Foram comprados 358,3 m² de granito negro no valor de R$ 25 mil para a obra. No local, onde sempre há exposições, será feita ainda a revisão das instalações elétricas e reposição de luminárias. No Senado, ontem foi dia de limpar o carpete azul.

Para reformar o piso do corredor, a Câmara conta com mão-de-obra própria. Escolheu o granito negro por ser um piso de “alta durabilidade”, de acordo com a secretaria de comunicação da Casa. Os pedreiros vão reservar mais de 47 m² do piso para arremates e eventuais consertos.

Enquanto se faz pequenos ajustes, uma comissão formada por 16 deputados e oito senadores vai representar o Congresso Nacional durante o período de recesso parlamentar, que começou em 22 de dezembro e vai até 5 de fevereiro. Os integrantes do colegiado foram indicados pelos líderes partidários e eleitos pela Câmara e pelo Senado no último dia 19. A Comissão Representativa do Congresso Nacional foi instituída pela Constituição para evitar que, durante o recesso parlamentar, haja um vácuo no Poder Legislativo.

Cabe à comissão, durante o recesso, autorizar o presidente da República e o vice-presidente a se ausentarem do Brasil por mais de 15 dias. São eles também que decidem sobre a suspensão de atos do Poder Executivo, desde que se caracterize a necessidade de medida cautelar em caráter urgente. Entre os senadores, dois são do Distrito Federal e um de Goiás. O DF conta também com três deputados na Comissão Representativa.

0 Opinaram:

Postar um comentário