Oito CEUs serão entregues inacabados, sem parte esportiva, cultural e de lazer

| |


Gilberto Kassab (DEM) entregará neste início de ano oito CEUs (Centros Educacionais Unificados) incompletos. Alunos e professores começarão a usar as salas de aula, enquanto engenheiros e operários terminam os equipamentos de cultura, esporte e lazer -que diferenciam os "escolões" dos colégios normais. As obras devem acabar até o final do ano.
O programa de construção de CEUs na periferia foi a principal bandeira da ex-prefeita Marta Suplicy (PT), que entregou 21 e deixou 24 licitados. Quando foi eleito prefeito, o atual governador José Serra (PSDB) criticou o projeto e disse que iria reformulá-lo. Ao assumir, Kassab retomou a construção e prometeu entregar todos os 24. Até agora, apenas quatro foram inaugurados.
Uma quinta unidade, o Feitiço da Vila, no Capão Redondo, zona sul, ainda funciona parcialmente, sem o teatro.

Sala de aula
O secretário de Educação, Alexandre Schneider, diz que a abertura das salas de aula antes do término das obras tem como objetivo ampliar o número de vagas na rede de ensino. Cada unidade pode abrigar 2.530 crianças da creche ao ensino fundamental.
"A prioridade é o bloco pedagógico, sempre. Se a gente consegue terminar as escolas primeiro, não vai deixar fechado. Vamos deixar que os alunos possam começar a aproveitar."
Uma das metas da Secretaria de Educação é acabar com o turno intermediário, conhecido como "turno da fome", porque as crianças têm aula das 11h às 15h. Atualmente, 148 escolas ainda adotam essa saída para absorver toda a demanda.

0 Opinaram:

Postar um comentário