Banco tucano: Nossa Caixa prevê ampliar crédito a estatais paulistas

| |


Depois de pagar R$ 2,1 bilhões pela folha de pagamento do Estado de São Paulo, em 2007, a Nossa Caixa prepara mais uma investida no setor público. Só que, desta vez, os esforços serão dirigidos às empresas fornecedoras do governo e das estatais.
"Vamos intensificar as ações comerciais junto aos fornecedores do Estado e prestadores de serviços que já recebem pela Nossa Caixa", diz Milton Luiz de Melo Santos, presidente da Nossa Caixa. "Visitei os presidentes de DER, Dersa, CPTM e Metrô e vou à Sabesp para estreitar essas parcerias", diz. "A partir do momento em que o banco sabe das prioridades e dos projetos aprovados por cada estatal, pode direcionar melhor seus esforços."

Investidores e analistas, no entanto, têm penalizado o banco desde a aquisição. "A expectativa era que a folha viesse para o banco sem custo, o que não aconteceu", afirma Maria Laura Pessoa, analista da Fator Corretora.
Outro problema, diz ela, é o fato de o Estado já ter manifestado a intenção de usar R$ 1 bilhão em depósitos judiciais feitos no banco.

0 Opinaram:

Postar um comentário