Fechou o tempo

| |


O secretário de Relações Internacionais do PT, Valter Pomar, deu um puxão de orelhas público no secretário-geral do partido, José Eduardo Cardozo, por causa de uma entrevista publicada no fim de semana. Entre outras coisas, Pomar sugeriu que Cardozo seja mais claro ao dizer que o PT não abre mão de ter um candidato a presidente da República em 2010 e que “a candidatura não está condicionada ao apoio dos partidos (aliados)”.


Em relação às dificuldades de alianças com o PSDB, Pomar sugere que Cardozo diga que “a direção nacional do PT vai impedir alianças com os nossos inimigos”. E ainda lembra que não fica bem para um secretário-geral se colocar como pré-candidato a prefeito de São Paulo quando se tem o nome de Marta Suplicy. Se o clima já está assim, imagine quando chegar a temporada eleitoral. Quem quiser ver a confusão, basta acessar o site petista.

0 Opinaram:

Postar um comentário