Brasil não terá déficit este ano, garante Jorge

| |


O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, descartou ontem a possibilidade de o Brasil registrar déficit comercial em algum mês de 2008. Ele argumentou que, em fevereiro, quando o superávit comercial caiu 71% frente ao mesmo período do ano passado, apenas uma empresa nacional registrou um déficit comercial de 1 bilhão de dólares - desempenho que "não irá se repetir" ao longo do ano, garantiu.

"Nós não trabalhamos em nenhuma hipótese com essa possibilidade (de déficit comercial do País em 2008), de maneira nenhuma, nem mensal", disse Miguel Jorge a jornalistas ao chegar ao Ministério da Fazenda para reunião com o ministro Guido Mantega.


Analistas do mercado projetam um superávit comercial de US$ 29 bilhões este ano, segundo sondagem feita pelo Banco Central. No ano passado, a balança comercial fechou com saldo positivo de US$ 40 bilhões.

Política industrial

O presidente do Banco de Desenvolvimento Econômica e Social (BNDES), Luciano Coutinho, informou ontem que a política industrial em elaboração no governo ainda depende de simulações da Receita Federal. Os cálculos são necessários, segundo ele, para que se conheça o impacto fiscal das mudanças nas contas do governo. Devido a essas análises, ele não quis garantir o anúncio das medidas para o início de abril.

Coutinho explicou que as simulações poderão ser feitas agora porque o Congresso Nacional só aprovou o Orçamento da União na semana passada.

0 Opinaram:

Postar um comentário