Pesquisa consolida candidatura de Marta

| |


A última pesquisa de intenção de voto na capital paulista parece corroborar a candidatura da ministra do Turismo, Marta Suplicy. De acordo com levantamento, realizada pelo Ibope sob encomenda da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), a ex-prefeita tem uma vantagem de oito pontos sobre seu principal oponente, o tucano Geraldo Alckmin. Marta obteve 31% das intenções de voto, contra 23% de Alckmin.

Já o prefeito Gilberto Kassab (DEM), ainda envolto na definição da continuidade ou não da aliança de seu partido com o PSDB, registrou 14%. Empatado com o prefeito está o deputado federal, Paulo Maluf (PP), com 11%. A deputada federal, Luiza Erundina (PSB), aparece com 5% das intenções de voto, seguida por Paulo Pereira da Silva (PDT), com 2% e Soninha, do PPS, com 2%. Zulaiê Cobra (PHS) e Aldo Rebelo (PCdoB) apenas são citados na pesquisa.

A pesquisa do Ibope, além do cenário com nove candidatos, fez também a sondagem sem a presença de Paulo Maluf (PP) e Luiza Erundina (PSB). Marta coloca oito pontos sobre Alckmin - 35% a 27%. Gilberto Kassab, figura com 16%. O Ibope também montou um cenário em que o nome de Alckmin foi excluído. O maior beneficiário da exclusão é Kassab, que vai à segunda colocação, com 19% das intenções de voto, enquanto Marta soma 33%.

Coordenador da campanha petista na capital, o vereador José Américo Dias disse que o resultado da pesquisa é positivo e reflete a memória do eleitorado com relação a gestão de Marta (2000/2004) à frente do município. "A pesquisa capta a memória da gestão da ex-prefeita em contraposição ao retrocesso que há em algumas áreas do atual governo, como transportes", avaliou.

Na semana passada, Marta teve um encontro com o ex-governador Orestes Quércia, presidente estadual do PMDB. Segundo interlocutores, Quércia queria ouvir da ministra a proposta, na qual os peemedebistas indicariam o vice. Além disso, o PT apoiaria a candidatura do ex-governador ao Senado em 2010. Marta, contudo, vetou os nomes indicados por Quércia.

O vereador Carlos Apolinário, líder da bancada do DEM na Câmara Municipal, considerou os números da pesquisa favoráveis para o atual prefeito, uma vez que Kassab nunca fez uma campanha com voto majoritário.

0 Opinaram:

Postar um comentário