José Serra vende

| |


A polêmica Medida Provisória (MP) 443, que dá poderes para que Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal comprem outras instituições financeiras, pode facilitar e dar maior rapidez à venda da Nossa Caixa. A avaliação é do governador de São Paulo, José Serra (PSDB), feita após reunião com o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Apesar de ter negado que discutiu o tema da venda da Nossa Caixa com Mantega, Serra admitiu que a MP 443 abre a possibilidade para a venda direta da Nossa Caixa e não restringe o negócio a uma mera transferência de ações do Banco do Brasil ao Tesouro paulista. "Abre também uma possibilidade mais rápida a respeito da venda, pois isso também poderia ser feito", comentou.


O tema da reunião, segundo o governador, foi a criação de linhas de crédito para os bancos das montadoras de veículos. A linha de crédito que o Banco do Brasil vai abrir para as montadoras será no valor de R$ 4 bilhões. As condições do financiamento, com o qual o governo pretende superar as restrições ao crédito na indústria automobilística, serão as de mercado, negociadas caso a caso, conforme as garantias.


Na terça-feira, será a vez de divulgar, em São Paulo, os financiamentos da Nossa Caixa.
O governador procurou divulgar que já foi anunciada pela Nossa Caixa um programa de juro zero para a compra de 6 mil tratores. O Tesouro paulista vai arcar com R$ 100 milhões referentes a esses juros, mas os preços dos tratores caem 20%. Os beneficiários serão produtores de pequenas e médias propriedades com renda de até R$ 400 mil ao ano. A carência será de três anos e o principal será pago em 24 meses. "Isso vai ativar a produção de tratores, não apenas em São Paulo, mas no Rio Grande do Sul e no Paraná", explicou.

0 Opinaram:

Postar um comentário