Confusão na corte

| |


Está instalada a discórdia no TRF (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região, em São Paulo. A desembargadora Suzana Camargo, que concorreu anteontem à presidência da corte e foi derrotada pelo desembargador Paulo Octavio Baptista Pereira, vai recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal) para anular o resultado e assumir o cargo. Ela sustenta que, por já ter ocupado por duas vezes funções diretivas no TRF, ele não poderia concorrer a uma terceira. O Supremo terá a palavra final sobre o caso. Na mesma eleição, Suzana ganhou o cargo de corregedora do órgão.

FORCA
Outra informação incendiou os meios jurídicos ontem: eleita corregedora, Suzana Camargo, caso não assuma a presidência do Tribunal Regional Federal por decisão do STF, teria em mãos o caso do juiz Fausto De Sanctis para julgar. A saia justa seria evidente: foi Suzana quem comunicou a Gilmar Mendes, presidente do Supremo Tribunal Federal, que seu gabinete estava sendo monitorado, creditando a informação ao juiz Fausto -que nega ter ordenado tal monitoramento.


Ela diz que a posse para os novos cargos do TRF serão em maio -e o julgamento de De Sanctis na corregedoria será em 15 de abril.(Mônica Bergamo)

0 Opinaram:

Postar um comentário