Matou os pais, foi para o motel e ainda vai ser livre

| |


Uma decisão do ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, determinou que a Justiça paulista faça novo cálculo de remissão da pena de Suzane Louise Von Richthofen, condenada por participar do assassinato dos pais, em 2002, em São Paulo. De acordo com o ministro, o tempo que Suzane trabalhou na cadeia não deve ser abatido do tempo total de condenação, mas somado ao tempo de pena cumprida. Com isso, a defesa de Suzane poderá pedir antes do que se previa a progressão de regime fechado para semiaberto. Condenada a 39 anos e seis meses de reclusão, Richthofen cumpre pena na penitenciária feminina Santa Maria Eufrásia Pelletier, em Tremembé, interior de São Paulo. Ela tem 334 dias trabalhados. Cada três dias trabalhados equivalem a um dia cumprido de pena.

0 Opinaram:

Postar um comentário