Lula faz ironia com tamanho da oposição

| |

Presidente Lula, ao lado do presidente da Costa Rica, Oscar Arias, cumprimenta crianças durante cerimônia oficial de chegada ao país

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ironizou ontem o tamanho da oposição que torce contra o seu governo. "Certamente no Brasil tem hoje menos gente torcendo para o governo não dar certo. Hoje tem pouca gente. Bem pequenininho o número de torcedores contra", disse o presidente em entrevista, em São José, ao lado de seu colega costarriquenho, Oscar Arias.

Lula citou a oposição ao responder a uma pergunta da ministra da Comunicação da Costa Rica, Mayi Antillón, sobre a diferença entre os seus dois mandatos. Durante o seu primeiro governo (2003-2006), o petista reclamava frequentemente de seus opositores.

A frase sobre o "pequenininho" número de pessoas que torcem contra sua administração é uma referência às últimas pesquisas de opinião. Segundo levantamento do Datafolha realizado no fim do mês passado, 69% dos entrevistados classificam seu governo como ótimo ou bom, contra apenas 6% que o julgam ruim ou péssimo.

Na entrevista, Lula disse que o Brasil conseguiu se recuperar em meio a uma crise financeira mundial: "Não tiramos um centavo de política social, as taxas de juros estão caindo, a inflação está caindo. Está tudo do jeito que Deus gosta."

Ao falar das obras de infraestrutura, ele voltou a reclamar dos órgãos de fiscalização - Ministério Público, Tribunal de Contas da União e Controladoria Geral da União. "Você tem os executores geralmente mal remunerados e os fiscalizadores geralmente bem remunerados... Eles [os técnicos] preferem fazer concurso para fiscalizar do que para executar".

0 Opinaram:

Postar um comentário